Google+ Badge

quinta-feira, 9 de maio de 2013

A proatividade: princípio para o sucesso


A proatividade deve ser entendida como a capacidade de tomar a iniciativa em dado processo ou atividade de forma a agir com foco no resultado positivo que atenda as exigências dos clientes internos e externos da organização. Cliente interno deve ser entendido como os colaboradores (diretos e indiretos) presentes nos processos produtivo da organização.
Princípios Básicos da Proatividade 
1 - Determinação - Força e foco para alcançar os objetivos predeterminados e que são alvo de esforço contínuo.
a) Não basta fazer a sua parte, mas deve contribuir para que a equipe ou o grupo consigam alcançar o objetivo maior.
b) Os obstáculos não devem servir como barreira ou como agentes que provocam desânimo. Eles devem servir como motivadores para a busca de mecanismos para superação.
c) Entender que a definição de vitória é o fato de prosseguir a jornada no momento em que a grande maioria opta por parar.
2 - Visão - Percepção da realidade e visão sistêmica para obtenção de resultados mais expressivos.
a) Plano de Vida e Comprometimento - O plano de vida é essencial para revelar a perspectiva de futuro que conduzirá o indivíduo a buscar as suas realizações de forma proativa e dinâmica.
b) Iniciativa - É necessário um bom nível de inovação nas ações (sejam elas operacionais, táticas ou estratégicas) originárias de um processo constante de criatividade.
c) Motivação - Buscar as metas traçadas e efetuar tarefas com o máximo de empenho. Motivar os seus pares faz parte deste importante processo.

Atitudes que comprometem a Proatividade
1 - Apresentar-se como uma pessoa inacessível ou de difícil relacionamento, pois isso fará com que as pessoas tenham resistência às ideias apresentadas.
2 - Falta de zelo e preocupação com a aparência e a higiene pessoal.
3 - Dificuldade de trabalho em equipe.
4 - Falta de empenho na execução das tarefas e inexistência do cumprimento dos prazos.
5 - Apresentar determinados tipos de preconceitos.
6 - Mostrar uma capacidade baixa de flexibilidade.
7 - Ser uma pessoa profundamente negativa e pessimista.
8 - Não deter capacidade de ouvir as pessoas e filtrar boas ideias de forma a aproveitar sugestões inovadoras.
9 - Dificuldade de comunicação.
10 - Ter dificuldade em se adaptar à cultura da organização, ao ambiente da empresa e, sobretudo, aos valores centrais da organização.
A proatividade, no âmbito empresarial, deve sempre ser entendida como um processo que depende de um bom entendimento do trabalho em equipe. O uso da proatividade em caráter individualista pode e deve ser entendido como abuso de poder e em alguns casos como insubordinação. Quando o uso está dentro de um contexto de equipe e direcionado para ações de objetivos comuns e maiores de uma organização, o efeito é extremamente positivo.
Para isso, algumas frases cotidianas e até certos pontos comuns, devem ser abolidas do "dicionário" daqueles que desejam ter a proatividade como algo presente em sua realidade:
- O culpado é o setor X.
- O problema não é meu!
- Cuide de suas atividades.
- Quem você pensa que é, para me ensinar algo?

É importante ressaltar que o uso da proatividade não deve ser restrito ao âmbito profissional, mas expandida a todas as áreas de atuação de um indivíduo. O foco, ao utilizar à proatividade, deve ter em mente as realizações necessárias e que lhe promovam autorrealização. Abaixo são listadas as outras áreas em que a proatividade é importante:
Familiar - Consiste na preocupação de se antecipar a problemas ou a situações desfavoráveis. Exemplo: qual o seu nível de iniciativa para reatar relacionamentos familiares?
Física - Retrata o nível de controle que o indivíduo tem sob sua saúde física, a iniciativa de fazer exercícios físicos, fazer dieta e controle de alimentação.
Social - Diz respeito à capacidade de promover novos relacionamentos e buscar relacionamentos e convívios poucos prováveis usando a capacidade de criação.
Financeira - Manter o equilíbrio financeiro mesmo em situações extremas e nunca permitindo que o "caos financeiro" o acompanhe, pois estará sempre promovendo ações de controle e iniciativas de redução de custos.
Espiritual - É importante que o indivíduo busque seu equilíbrio espiritual e tenha iniciativa em procurar os meios, para que isso ocorra e assim consiga viver intensamente o seu lado espiritual.
Mental - Capacidade de identificar ações ou pensamentos que lhe promovem sensação de plenitude mental e satisfação.
Postar um comentário