Google+ Badge

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

video
Andrea Bocelli e Mormon Tabernacle Choir - The Lord's Prayer.

domingo, 29 de janeiro de 2012

A Coerção Provoca Reações


A coerção provoca reações que acabam funcionando contra você. É preciso atrair as pessoas para que queiram vir até você. A pessoa seduzida torna-se um fiel peão. Seduzem-se os outros atuando individualmente em suas psicologias e pontos fracos. Amacie o resistente atuando em suas emoções, jogando com aquilo de que ele gosta muito ou teme. Ignore os corações dos outros e eles o odiarão.

Meu Ofício

Se em meu ofício, ou arte severa,/ Vou labutando, na quietude/ Da noite, enquanto, à luz cantante/ De encapelada lua jazem/ Tantos amantes que entre os braços/ As próprias dores vão estreitando —/ Não é por pão, nem por ambição,/ Nem para em palcos de marfim/ Pavonear-me, trocando encantos,/ Mas pelo simples salário pago/ Pelo secreto coração deles. (Dylan Thomas) 

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Como remover o Trojan.Script.Generic


Trojan é um tipo de praga capaz de desativar o antivírus e firewall do computador. Com o sistema desprotegido, a praga se conecta à Internet e baixa outros tipos de softwares maliciosos, como Keyloger e Spyware, por exemplo. Um dos mais populares e poderosos é oTrojan.Script.Generic, cujo métido de remoção mostraremos nos passos abaixo.
Trojan (Foto: Divulgação)Trojan (Foto: Divulgação)
A primeira coisa a ser feita é desativar a “Restauração do sistema”. É a maneira mais segura de garantir que o malware seja eliminado completamente, excluindo a possibilidade dele voltar caso o sistema seja restaurado.
Desativando a restauração do sistema
Passo 1. Acesse o “Painel de controle” e abra “Sistema e Segurança”;
Passo 2. Clique em “Sistema” e vá em “Configurações avançadas do sistema”, na lateral esquerda da janela;
Passo 3. Na guia “Proteção do sistema”, selecione a unidade em que o Windows está instalado e clique em “Configurar…”;
Passo 4. Selecione a opção “Desativar a Proteção do Sistema” e dê “Ok”. Uma mensagem avisando que todos os pontos de restauração serão apagados deve aparecer. Pressione “Sim” e aguarde.
Desativando a restauração do sistema (Foto: (Foto: Reprodução/ Helito Bijora))Desativando a restauração do sistema (Foto: (Foto: Reprodução/ Helito Bijora))
Removendo o Trojan.Script.Generic
Passo 5. Inicie o computador no “Modo de segurança com rede” (saiba mais);
Passo 6. Abra seu antivírus e atualize as definições de malware. Se não estiver conseguindo conectar à Internet, verifique se você iniciou o “Modo de segurança com rede” (segunda opção) – e não o “Modo de segurança”;
Passo 7. Faça uma verificação completa em seu computador. Caso não possua um antivírus instalado, busque algumas opções;
Pronto! Com o trojan removido, recomendamos que você reative a restauração do sistema.

Via Help in minutes

SINTOMAS QUE REVELAM O QUE ESTÁ FALTANDO EM NÓS



Veja que interessante... A partir de certa idade, temos quase todos esses sintomas, provocados pela falta dos alimentos aqui mencionados:

1. DIFICULDADE DE PERDER PESO
O QUE ESTÁ FALTANDO: ácidos graxos essenciais e vitamina.
ONDE OBTER: semente de linhaça, cenoura e salmão - além de suplementos específicos.
2. RETENÇÃO DE LÍQUIDOS
O QUE ESTÁ FALTANDO: na verdade um desequilíbrio entre o potássio, fósforo e sódio.
ONDE OBTER: água de coco, azeitona, pêssego, ameixa, figo, amêndoa, nozes, acelga, coentro, semente de linhaça e os suplementos.
3. COMPULSÃO A DOCES
O QUE ESTÁ FALTANDO: cromo.
ONDE OBTER: cereais integrais, nozes, centeio, banana, espinafre, cenoura + suplementos...
4. CÂIMBRA, DOR DE CABEÇA
O QUE ESTÁ FALTANDO: potássio e magnésio
ONDE OBTER: banana, cevada, milho, manga, pêssego, acerola, laranja e água.
5. DESCONFORTO INTESTINAL, GASES, INCHAÇO ABDOMINAL
O QUE ESTÁ FALTANDO: lactobacilos vivos
ONDE OBTER: coalhada, iogurte, missô, Yakult e similares..
6. MEMÓRIA RUIM
O QUE ESTÁ FALTANDO: acetil colina, inositol.
ONDE OBTER: lecitina de soja, gema de ovo + suplementos.
7. HIPOTIREOIDISMO (PROVOCA GANHO DE PESO SEM CAUSA APARENTE)
O QUE ESTÁ FALTANDO: iodo.
ONDE OBTER: algas marinhas, cenoura, óleo, pêra, abacaxi, peixes de água salgada e sal marinho.
8.. CABELOS QUEBRADIÇOS E UNHAS FRACAS
O QUE ESTÁ FALTANDO: colágeno.
ONDE OBTER: peixes, ovos, carnes magras, gelatina + suplementos.
9. FRAQUEZA, INDISPOSIÇÃO, MAL ESTAR
O QUE ESTÁ FALTANDO: vitaminas A, C, E e ferro.
ONDE OBTER: verduras, frutas, carnes magras e suplementos.
10. COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS ALTOS
O QUE ESTÁ FALTANDO: Ômega 3 e 6.
ONDE OBTER: sardinha, salmão, abacate, azeite
11. DESÂNIMO, APATIA, TRISTEZA, RAIVA, INSATISFAÇÃODEPRESSÃO, VONTADE DE MORRER
O QUE ESTÁ FALTANDO: Dinheiro, meu filho,dinheiro!!!
ONDE OBTER: Se eu soubesse não teria todos esses sintomas! 

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Carta Aberta - Herbalife


O golpe da HERBALIFE
 
UM POUCO DE HISTÓRIA
Sou engenheiro civil, formado pela UFRJ, com mais de 10 anos de carreira.
Minha especialização em estruturas metálicas e de concreto armado me garantiu sempre uma boa posição profissional e respeito dos colegas. 
Possuía um bom emprego, Casa própria, carro do ano, uma boa poupança, família com esposa e dois filhos.
Era um ótimo estilo de vida, inalcançável à maioria dos brasileiros. Nada do que reclamar. Mas, por mais duro que seja admitir, existem em todos nós os vírus da AMBIÇÃO e da PREGUIÇA.
 
Sinceramente falando: quem não quer ganhar mais e trabalhar menos?
Por isso, sempre fiquei atento às oportunidades de negócios e franquias, pois tinha em mente ter uma atividade paralela para garantir uma segunda forma de renda e assegurar um futuro ainda mais confortável. 
 
A maioria das pessoas são atraídas para a Herbalife pela Internet, através de sites camuflados. Eles não dizem o nome da empresa e nem do que trata o negócio. Normalmente se identificam com nomes pomposos como WorkVip, STC, Gold Life, Sistema Trabalhe em Casa, SMD, e muitos outros disfarces...

Da mesma forma fui atraído por um desses sites, mas não consegui saber, de forma alguma, do que se tratava o tal negócio antes de estar dentro.

 
E, pra estar dentro, eu tinha que comprar algo chamado 'pacote de decisão'. Movido pela curiosidade decidi desembolsar cerca de R$ 50,00 para saber qual era esse negócio tão maravilhoso. 
 
Só aí, quando você já está 'amaciado' e já é presa fácil, é que a primeira pessoa "de carne e osso" aparece. Fui contatado pelo meu 'patrocinador', ou como dizem alguns, meu 'mentor', que iria me orientar em meus passos na empresa. Fiquei sabendo que precisava adquirir um kit de inscrição (esse sim, fornecido pela Herbalife) que custava 'apenas' R$ 120,00 e que era meu 'ingresso na empresa'. Além disso, se eu realmente quisesse ter sucesso precisaria participar de um STS, que custava mais R$ 120,00 por pessoa. Para levar minha mulher e meus dois filhos gastei nada menos do que R$360,00.
 
ENVOLVIDO, FISGADO E FORA DE CONTROLE
Em pouco tempo eu estava completamente envolvido. Vendi um de meus carros para comprar um estoque enorme de produtos e me tornar supervisor, pois meu 'mentor' garantiu que essa era a melhor forma de garantir o sucesso rapidamente. Passei a tentar vender os produtos e recrutar novos distribuidores. Não que seja impossível fazer essas duas coisas, mas, com absoluta certeza, é extremamente desgastante.
Fiquei tão enfeitiçado com a Herbalife que passei a assediar as pessoas do meu círculo de relacionamento com esse assunto o tempo todo. Eu respirava Herbalife.
Eu tinha certeza de que o mundo todo estava errado e que meus parentes e amigos eram 'cegos' por não enxergarem as maravilhas dos produtos e as vantagens da oportunidade de negócios que essa maravilhosa empresa (Herbalife) oferecia.
Afinal, eu estava convencido de que estava lutando por um mundo melhor, que estava trabalhando para a melhor empresa do mundo, que tinha os melhores produtos e a melhor oportunidade de sucesso...
Na prática, dinheiro que é bom, até ganhava, mas era menos do que eu tinha que gastar para manter a atividade. Ou seja, estava tendo prejuízo e gostava.
 
LADEIRA ABAIXO
Toda a credibilidade que desenvolvi durante anos de carreira e convívio social começou a ser destruída. Passei a ser evitado pelos amigos e parentes. Já era conhecido como 'aquele chato da Herbalife' ou o 'Herbabaca'. Quando perdi meu emprego, ainda fui arrogante o bastante para dizer a todos que 'melhor assim, pois agora poderei me dedicar 100% à Herbalife'.
Imaginei que agora sim, trabalhando em tempo integral, meu sucesso seria astronômico.
Só que eu já estava trabalhando em tempo integral e não sabia, pois falava de Herbalife no trabalho, nos passeios, com a família...
Ao perder o emprego não ganhei nenhum tempo adicional para a Herbalife e não tive nenhum incremento no ritmo de meus trabalhos.
Por outro lado, meus gastos mensais com Herbalife eram enormes, e por mais que eu ganhasse algum dinheiro com a Herbalife, tudo, absolutamente tudo ia para garantir a continuidade do negócio.
Só com o STS, panfletos, anúncio em jornal, Internet, telefonemas e gasolina eu gastava cerca de R$ 2.000,00 mensais, tudo com e pela Herbalife.
 
ALGO CHEIRAVA A PODRE
Quanto me tornei o que eles chamam de 'equipe mundial', 'algumas coisas' já começaram a aparecer. Nesse ponto você passa a ter treinamentos nos quais as coisas vão ficando mais claras. Você começa por saber que o sistema sobrevive às custas do dinheiro dos distribuidores. Se eles vendem ou não o produto é um mero detalhe, problema deles; o importante é que comprem, estoquem e joguem no lixo, se quiserem.
Nas reuniões, cansei de ouvir a liderança dizer que 'nesse evento temos que convencer as pessoas a fecharem supervisão... '(que corresponde a comprar R$ 9.000,00 em produtos)'... pois isso nos garantirá quase R$ 1.000,00 em comissões', ou então 'precisamos convencê-los a trazer pelos menos 5 pessoas no próximo evento', ou ainda: 'temos que mexer com o sonho das pessoas; desse jeito a gente os convence a vender até a própria mãe'. Essas pérolas saíram das bocas dos digníssimos presidentes da Herbalife.
 
A REVELAÇÃO
Quanto cheguei a GET (nível de gerência) entendi o que aconteceu com o meu 'mentor' e o que fez com que ele saísse da Herbalife.
Nesse ponto você passa a ter acesso à maioria das verdades até então disfarçadas ou distorcidas. Nas reuniões das equipes 'TAB', que é como são chamadas as lideranças da Herbalife, não é raro ouvir termos do tipo 'fazer os trouxas soltarem o dinheiro' ou 'transformá-los em Herbalóides' ou então 'se o cara não tiver mesmo mais dinheiro então livre-se dele'. Isso tudo mostra que a Herbalife não é uma oportunidade para as pessoas melhorarem de vida e ganharem dinheiro, e sim para as pessoas que tem algum dinheiro, mesmo que de suas economias, injetarem tudo na Herbalife. Não importa se isso será bom pra elas ou não.
 
A REALIDADE LHE CAIRÁ NA CABEÇA
O golpe final aconteceu quando minhas finanças entraram em colapso.
Isso, mesmo tendo me tornado GET e mesmo tendo o que todos consideravam um sucesso incrível na Herbalife.

Aliás todos na Herbalife fingem ter um sucesso incrível, pois não querem desmotivar suas equipes.
Além disso não querem ficar por baixo de todos outros, que também estão fingindo.
Estava cada vez mais difícil vender os produtos e recrutar pessoas.
A cidade onde eu morava estava absolutamente saturada de Herbalife. Os produtos, em contrapartida, cada vez mais raros. A Internet absolutamente poluída de sites da Herbalife, disfarçados ou não.
Minha poupança havia secado. Cartão de crédito estourado. Minhas contas estavam todas atrasadas. O dinheiro saía em grandes quantidades para os gastos com a Herbalife (produtos, eventos, etc.) e entrava picadinho, bem aos poucos e o que sobrava mal cobria as despesas da casa.
Insistir até o último instante, pois a lavagem cerebral era tão potente que eu sempre tinha a certeza de que faltava apenas mais um dia para que eu 'decolasse' na Herbalife. É como o jogador de Poker - 'vai ser na próxima cartada'.
Minha esposa, que até então suportou e até ajudou em muitas de minhas loucuras, agora já não estava tão contente. Tive que colocar as crianças em uma escola muito inferior. Tudo isso somado ao pouco tempo que eu dedicava à família por estar sempre ocupado com a Herbalife, acabou por afetar até meu casamento.
Era exatamente o oposto à qualidade de vida que haviam me prometido. Como acontece com 99,9% das infelizes vítimas dessa falcatrua, eu também naufraguei, e fundo.
O pior é que isso faz parte do sistema, pois dessa forma o sistema se recicla e os desgastados são descartados. 
Os presidentes subsistem justamente por causa dessa reciclagem. Abaixo deles, os 'milionários' administram o resto da massa - dos GETs pra baixo...
Esses se alternam ciclicamente, se desgastam e caem, mas antes deixando vários outros recrutados, que fazem com que esse sistema sórdido se perpetue. Como eles mesmos dizem nas reuniões: 'todos os meses milhares de brasileiros completam 18 anos, por isso nosso mercado é inesgotável', ou seja, todo dia haverá um novo otário para que lhe arranquemos as economias de uma vida.
 
EM RESUMO
Antes da Herbalife eu era um engenheiro bem sucedido, com uma família feliz, uma vida confortável e dinheiro no banco.
Hoje estou falido, devo para o banco, para o cartão de crédito, para parentes e amigos e não tenho a mínima perspectiva de poder saldar tais dívidas.
Perdi os dois carros que tínhamos, perdi o emprego, corro o risco de perder a esposa que agora mora com os pais, junto com meus filhos, por absoluta falta de condições de sustentabilidade aqui em casa.
Meus amigos me odeiam, meus ex-colegas de trabalho têm pena e não confiam mais em mim.
Minha família acha que enlouqueci e que estou colhendo os frutos dessa loucura. Todos têm razão!

Fui enlouquecido por um esquema maldito e criminoso, organizado de forma ardilosa e inteligente por uma quadrilha muito bem organizada.
Esses bandidos usam roupas de grife, têm curso superior, falam inglês e tem ótima aparência. A maioria deles figura nesses sites como testemunhos de como o sistema funciona.
Sim, funciona para eles, e para alguns poucos selecionados de seu próprio círculo de influências. Os outros serão apenas espremidos e seus bagaços descartados como lixo.
Parte do dinheiro ficará com esses crápulas, enquanto outra parte vai para fora do Brasil, para a Herbalife nos Estados Unidos.
Até nesse ponto somos duplamente prejudicados, pois são nossas divisas escoando para o exterior, de uma forma direta e contínua, às custas da miséria e sofrimento dos distribuidores. Sem dúvida uma atividade criminosa e cruel.
 
LAVAGEM CEREBRAL
Um site americano anti-herbalife define muito bem: 'Herbalife é uma armadilha emocional e financeira'. Distribuidores da Herbalife são como ovelhas. Os líderes são lobos que, antes de comê-las, as ensinam a trazer mais ovelhas. Dessas novas, eles comem algumas e ensinam as outras a trazerem mais, e assim por diante...
Os lobos não precisam sequer sair da toca. As próprias ovelhas irão trazer mais ovelhas. Se uma dessas ovelhas for bastante eficiente e trouxer centenas de outras ovelhas, poderá um dia transformar-se em lobo em a partir daí, ela também passará a comer ovelhas.
É por isso que a liderança raramente se expõe. Suas ovelhas são seus 'testas-de-ferro', descartáveis e substituíveis.
A liderança não precisa vender produtos, nem entregar panfletos, nem fazer spam na internet, muito menos ouvir insultos ou levar calotes dos clientes.
Eles têm um batalhão de ovelhas fazendo tudo isso para e por eles, e cada um usando seus próprios recursos. São mais que escravos, são empregados que pagam para trabalhar.
Alguns líderes da Herbalife ainda obtém um lucro adicional, vendendo para seus subalternos livros, CDs, camisetas, broches, adesivos e outras quinquilharias.
Mas não de forma natural e sim, compulsória, afinal 'quem não comprar hoje 20 camisetas não está comprometido com o negócio'.
Na Herbalife tudo funciona assim, 'rápido, rápido, rápido', sem tempo pra pensar.
Eles lhe dirão que o momento é agora, que só trabalham seriamente com pessoas de decisão rápida e que esse é um dos fatores da 'seleção'.
Que piada! Na verdade eles não querem que você tenha tempo para pensar, analisar e investigar.
Tenho certeza de que muitos distribuidores da Herbalife, novatos ou veteranos, estão me amaldiçoando ao lerem essas palavras. Eles defendem a Herbalife como uma religião, como um time de futebol.
Não há mais espaço para a razão, apenas para um emocionalismo inflamado, como se fosse uma seita de fanáticos.
Não é raro ver pessoas dignas, senhoras e doutores, dançando músicas do Village People nos palcos dos eventos da Herbalife pois, de acordo com a liderança 'Quem não dança o YMCA não vira presidente!' 
São completamente manipulados.
É o cúmulo da degradação da dignidade humana.
 
Você pode fazer a diferença ajudando na divulgação desta mensagem 
para que cada vez menos pessoas caiam nesse golpe. 
Espalhe essa informação,
avise a seus amigos, vizinhos e parentes. 
 
E quer saber mais?
Dinheiro fácil e honesto não existe. Você pode ter tudo o que quer, mas precisa fazer a sua parte. Trabalhe e trabalhe em algo decente, onde pra você ganhar, ninguém precise perder.
Se esse tipo de negócio fosse honesto não estaria tão envolvido em mistérios para você ter acesso a ele.

Autor Desconhecido

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

DEGRADAÇÃO HUMANA



    Por que sou obrigado a ver e conviver com essa degradação humana, com essa onda de insensatez, com essa total inversão de valores, com esse ódio que cada qual abraçou pelo seu semelhante, visto que só o hoje é o que vale, só o "eu" é importante? Que mundo é este? Que espécie de convívio degradante o bicho homem escolheu para usufruir da dádiva de "viver"? 
Encolhido em sua casca, numa total ausência de coragem, numa aceitação tácita dos vícios que corrompem a sociedade e diretamente o atinge, o homem não reage, não luta, entregue ao poder cego que constrói seus alicerces sob o manto de uma justiça falida e inoperante, porque o povo preferiu, na sua santa imbecilidade, achar que apenas Deus deve operar o milagre da transformação. Por certo, esse aí não é o "meu Deus". O "meu Deus" deu-me de presente, toda a capacidade de raciocínio, as opções de escolha, os instrumentos para que eu desfrutasse da maravilha que poderia ser o convívio humano. O "meu Deus" faz milagres em mim quando enfraqueço, mas tenho certeza de que espera de mim, no mínimo, que eu percorra os caminhos do bem e da verdade.
    E me vejo perdidO num mundo do qual não consigo fazer parte, não porque não queira, mas porque o cansaço me domina, as decepções me angustiam, a passividade que se generaliza está estendendo as garras sobre mim fazendo-me pensar que nada posso, que nada fiz, que nada faço. Pior ainda, que "nada mais poderei fazer"... Chegou o momento de que necessito de um milagre. Já não tenho mais ousadia na voz, o frescor da juventude, a força dos braços para sustentar um cajado. Restou-me a palavra escrita que se alia à vontade de acabar com esses desvios que estão nos levando a um fim trágico. Mas, o que são palavras, para a maioria pacífica e inoperante? Frutos do pensamento que não se adéqua à modernidade? Desabafos resultantes de desgastes emocionais? Falta-me pouco para ser chamada de louca, ou de "burra" talvez, visto que a maioria não está "nem aí para nada". No entanto, não morreu em mim o desejo de tentar, e tentar, e tentar... Não sei o quanto ainda posso, só sei que posso. Portanto, você aí que me lê, não pense que quero mudá-lo. O que eu desejo somente é que você "PENSE", que procure entender a gravidade de se enxergar tudo isso como NORMAL. E lembre-se que o que digo a você é o mesmo que estou dizendo a mim, porque somos iguais, perambulando no meio dessa massificação que, na maioria das vezes, nos torna cegos, mudos e inoperantes.
    Você, homem, tão voltado para o seu luxo e conforto, faz do emprego e da luta pela subsistência, pelo "mais", por tudo o que a matéria lhe proporciona de prazer, uma verdadeira obsessão. Esquece a sua base, a sua esposa, os seus parentes, os seus amigos. Esquece que eles precisam da sua atenção, do seu amor, da sua presença, da sua constância, do seu exemplo, muito mais dos que os reais que você lhes oferece no final do mês. Claro que todos precisam disto, mas não como objetivo único, como se dele dependesse todos os demais. E você, que fala tanto em ser feliz, esquece que a felicidade é um estado de espírito e que, estado de espírito só se fortalece quando for alimentado com o amor e o amor implica em doação. Se você se doa somente ao trabalho (que é apenas uma das necessidades do ser humano) que tipo de felicidade pode dar a si mesmo? Você, que fica tão emocionado ao tomar nos braços o seu primeiro filho, desconhece que essa emoção precisa "continuar" através de demonstrações, não só de presentes, mas pelo fortalecimento desse laço, dessa união. Esquece que a sua presença é "marcante" e imprescindível? Esquece que esses laços precisam ser fortes para formar sua prole consciente para não se deixar levar por essa turba social inconseqüente, para que não se perca no caminho, para que não se junte a esse bando de despreparados que caminha para um fim trágico que ninguém deseja, mas também nada faz para impedir? Você, na ânsia de ser feliz, esquece toda a sua vida, o seu lugar, a sua "construção" e se entrega a qualquer paixão como se felicidade fosse apenas um prazer momentâneo. E vai amargar o desgosto depois. Algum imbecil disse uma vez que não haverá problema algum para os filhos de pais separados e os "interessados" aplaudiram porque era de seu interesse. Virou moda. O conveniente gritou mais alto que a verdade. Basta observar. Olhe ao redor, confira. Olhe lá dentro de você. Pergunte-se? Encontre soluções. 
    Você, mulher, que tanto lutou pela sua "independência", "sua igualdade", sua legitimidade como cidadã, sua atuação na vida pública, por acaso esqueceu que gerou e que tem responsabilidade para com sua prole? A responsabilidade da presença constante deu lugar a um bom-dia ou boa-noite rápidos, um beijo que, pelo cansaço da lida, perdeu o seu significado e não transmite a grandeza do seu amor, muito menos fortalece a segurança que os pequenos exigem, que necessitam. Deixou tudo isso com a "empregada", com a "babá", na maioria despreparada para esse mister, enquanto você se esmera, no tempo que lhe sobra, em academias para estar sempre "esbelta", não pensando em ser saudável, mas estar sempre em forma, linda na aparência, competindo com quem? Com os protótipos expostos em capas de revista? Você não vai ganhar jamais. Esses modelos foram criados apenas para ser "capa". Você não! Ou então, escolha não ter família, não gerar, não colocar neste mundo indivíduos que não terão seu apoio na formação de sua personalidade e que, muito provavelmente farão parte desse bloco que será a força do amanhã? E que "amanhã" você espera? Sonhar apenas, sem atitudes, não leva a nada. Colocar-se ao lado dos que acham que tudo é natural, que é o curso da própria existência, que é o resultado de um processo do qual você não fez parte atuante e, por tal, entrega-se à neutralidade, à omissão, não é uma opção correta. Você, querendo ou não, é responsável.
    Você, professor, que hoje se intitula "instrutor" no lugar de "educador", esqueceu que a instrução é fundamental na educação? Deixou-se levar por propostas de pensadores distantes da realidade brasileira que descobriram uma milagrosa metodologia que, como eu já bradava nos anos setenta, não levaria ( como não levou) à qualidade de aprendizado? Esqueceu sua vocação, sua criatividade, sua capacidade de transmitir (ensinar não é apenas jogar palavras num discurso - ensinar é "fazer aprender" - arte de um verdadeiro Mestre). Não se iluda! Se estamos como estamos foi também porque você fechou os olhos para as suas potencialidades, abaixou a cabeça para métodos impostos, não cuidou de observar os resultados que já eram manifestos há anos atrás. Deixou de criar estratégias para atingir o educando nas suas diferenças, aceitou tacitamente as apostilas preparadas que seus alunos "tiveram que engolir" porque a Escola, para "aparecer", trocou a sua marca de "aqui se ensina e se aprende" por "aqui se usa o Método Tal", como se método algum fosse, por si só, capaz de garantir resultados satisfatórios. Aí está o presente para lhe mostrar que errou o caminho. E o coitado do jovem, ignorante, despreparado, iludido por filosofias vãs, com futuro incerto porque ninguém o preparou para "algo mais", afronta, desrespeita, desdenha daquele que deveria ser o mais importante dos seus modelos: o Mestre. E não se encontra solução para o caos porque, novamente e sempre, não nos preocupamos em corrigir as falhas  nas suas origens. Deixamos  para resolver  os problemas nas suas conseqüências.
E a causa dessa decadência está aí. Só cego não enxerga. Falta-nos "EDUCAÇÃO", falta-nos civismo, falta-nos amor, falta-nos religiosidade e temência e, com essa ausência toda, falta-nos o RESPEITO, o que deixa uma fenda imensurável na formação do caráter digno. 
    Afundemos todos nesse lamaçal, se quisermos permanecer omissos, mas POUPEMOS AS NOSSAS CRIANÇAS que são apenas vítimas do nosso desdém. Por alguns minutos, esqueçamos o hoje. Pensemos no amanhã.
    Brigue comigo, discorde, faça o que quiser mas, por favor, PENSE e AJA.Quem sabe não seja você uma alavanca para mover o mundo! Que sabe não lhe falte apenas uma alfinetada no ego...Quem sabe você consiga unir as colunas desse alicerce: pais, mestres e educandos num mesmo ideal. Jamais colocar uns contra os outros para fugir da culpa que cabe a todos nós. Humildade para reconhecer os erros e vontade de mudar tudo em torno desse ideal farão desse tripé a força para exigir dos órgãos governamentais ATITUDES, não discursos eleitoreiros populistas. Afinal, não vivemos sob a égide da democracia? E democracia não é o governo do povo, pelo povo e para o povo? Ou não? Exigir não é apenas um direito nosso. É DEVER

domingo, 8 de janeiro de 2012

O alfabeto dos sonhos



Avalie todas as estratégias para atingir os seus sonhos.
Busque os caminhos que o levarão até onde eles estão.
Considere o tempo e o nível de esforço que será necessário empreender, bem como os degraus que deverá subir e os obstáculos a serem ultrapassados.
Decida sobre como e onde começar a caminhada.
Enfrente as dificuldades sem receio e não pense em desistir dos seus sonhos.
Família e amigos serão parceiros na sua empreitada.
Ganhar etapas, uma a uma, deve ser sua prioridade a curto prazo.
Habitue-se a imaginar seu objetivo final com frequência, mantendo a prudência e a paciência para dar o próximo passo.
Ignore aqueles que tentam desencorajá-lo.
Jamais confunda desejo com necessidade. Certifique-se, para assegurar-se com certeza daquilo que deseja.
Leia, estude e aprenda sobre tudo o que é importante e que possa contribuir e facilitar o percurso do caminho.
Melhore cada vez mais as suas habilidades. Elas poderão ajudá-lo a encontrar atalhos pelo caminho.
Não tente ganhar tempo ultrapassando etapas. Suba um degrau de cada vez.
Obtenha mais paz e harmonia evitando fontes, pessoas, lugares, coisas e hábitos negativos que só atrapalham.
Prepare-se para as quedas no caminho, o mau tempo e para os momentos em que poderá estar perdido no caminho.
Quem coloca seu coração nos seus objetivos, alcança-os com mais facilidade, pois o resto basta ir levando.
Recomece tudo outra vez, se for preciso, mas, não perca, jamais, os seus sonhos de vista.
Saiba que não basta dizer a si mesmo: "vou conseguir". É preciso acreditar nisso.
Tenha a certeza de que, com todos esses passos, você vai conseguir chegar onde deseja.
Um pouco de vento, um pouco mais de paciência e muita determinação, e conseguirá realizar os seus desejos.
Você é o único que pode achar que vai ganhar ou perder. A escolha é sua.
Xô para o desânimo e para a acomodação, que tentarão fazê-lo desistir no meio do caminho.
Zele por sua autoestima. Ame-se mais. Você vai chegar.

Sete conselhos para escrever uma resenha sem ler o livro


Muitas críticas que você lê hoje na grande imprensa foram feitas por pessoas que não leram a obra em questão por inteiro. Creio que isso acontece por três motivos: pouco tempo, pouco espaço, pouco pagamento. Tomando por base os textos que saíram sobre meus livros, acredito que apenas metade das resenhas são escritas por críticos que realmente leram a obra resenhada.

Portanto, os resenhistas têm que lançar mão de vários truques para compor seu texto. Reparei na repetição de alguns e resolvi fazer um breve manual de “Como escrever uma resenha sem ler o livro resenhado”.
Vamos aos sete passos necessários para esta não tão árdua tarefa:
1-) Se você não leu o livro, uma boa saída é contar várias curiosidades sobre ele e seu autor. Você pode encontrá-las no release enviado pela editora, na orelha e na contracapa do livro, e, é claro, na internet. Colocando várias destas curiosidades, o leitor vai pensar que você é um expert em literatura, um livre docente que defendeu tese sobre o autor em questão.
2-) É muito importante você fazer um resumo do livro. Dá a impressão de que você leu todas as suas páginas e conseguiu condensar tudo num só parágrafo. Geralmente o release já traz uma boa sinopse. Caso a editora do livro não tenha uma boa assessoria de imprensa que mande um resumo publicável, é só pedir ajuda de São Google. Porém, se você tiver o azar de ter que fazer a primeira resenha do livro, peça ao próprio autor que lhe conte a história. Lembro que certa vez fiquei mais de uma hora no telefone contando a história de um livro a um jovem repórter do finado Jornal do Brasil. Como sou ruim para contar histórias oralmente, no dia seguinte saiu uma péssima resenha sobre o livro. Mea culpa, mea maxima culpa.
3-) Faça comparações com outros livros do autor que você realmente leu. Isso dará mais substância ao seu texto. Eu, por exemplo, realmente li Fogo Pálido e Lolita. Caso não tenha lido outro livro do autor, faça comparações com livros de outros escritores. Uma crítica, certa vez, comparou o meu “Os vermes” com “Memórias Póstumas de Brás Cubas” só porque o livro de Machado é dedicado a um verme. Obviamente, um não tinha nada a ver com o outro, nem quanto a estilo nem quanto à história, a não ser o uso da palavra verme.
4-) Coloque algo que pareça uma teoria literária profunda. Não precisa ser, basta parecer.
5-) Roubei esta ideia de uma resenha anterior sobre o livro. Não tenha pudor de fazer isso. Só não esqueça de mudar algumas palavras para que o aturo do texto não perceba o furto. Por conta deste item, a primeira resenha de um livro é quase sempre a mais importante, pois muitos dos resenhistas futuros vão lê-la e repetir suas opiniões. Principalmente se não leram o livro. Isso constrói uma certa unanimidade em relação ao livro, o que é péssimo.
6-) Cite um trecho do livro. É claro que muitas vezes você só vai ter lido justamente aquele trecho, mas o leitor de sua resenha não sabe disso e pensará que você realmente escolheu uma parte especial do livro. Curiosamente, o resenhista que não lê todo o objeto resenhado quase sempre cita e comenta algo das primeiras páginas, as únicas que ele leu. Mas há que se tomar cuidado com isso. Numa crítica recentemente publicada na Folha de S.Paulo, por exemplo, o resenhista falou algo sobre a paternidade de um personagem de certo livro, informação dada no primeiro capítulo do livro. Se ele tivesse lido o segundo capítulo, saberia que o pai do personagem era outro. Ou seja, o melhor é fazer alguma afirmação neutra e colocar o trecho, sem se arriscar demais.
7-) Quanto tiver que opinar, apenas repita o senso comum que há sobre este autor. Por exemplo, se a resenha é sobre o Luis Fernando Verissimo, diga que ele é engraçado; se é sobre Rubem Fonseca, fale que seu estilo é seco; se é sobre Dalton Trevisan, declare que ele é o rei da concisão.
8-) Outro truque básico é contar a biografia do autor. É claro que na maioria das vezes ela não interessa nem um pouco à história, nem fará você gostar mais do livro ou entendê-lo melhor. Mas ajuda a encher o espaço. Além disso, também é uma forma do jornalista contar uma narrativa, pois, já que não conhece bem a história contada pelo livro, pelo menos conta a vida de seu autor.
Enfim, deixo aqui aos futuros resenhistas a minha humilde contribuição. Que talvez também tenha alguma utilidade para os leitores.
por Jose RobertoTorero Uol