Google+ Badge

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Diário de Um Gato


Caso você não saiba o que os gatos pensam, dê uma olhada nisto. Acho que você vai gostar ...  



DIA 752 - Meu algoz continua a me torturar com pequenos e bizarros objetos que balançam e fazem estranhos sons. 
Ele janta lautamente, só comida fresca, enquanto eu sou forçado a comer cereal seco. 
A única coisa que me mantém vivo é a esperança de conseguir fugir e a gentil satisfação que alcanço ao arruinar uma peça da mobília. Amanhã talvez eu destrua outro vaso de plantas...

DIA 761 - Hoje , quase que minha tentativa de matar meu algoz perambulando entre suas pernas enquanto anda foi bem sucedida, preciso tentar quando ele estiver no alto das escadas.
Numa tentativa de mostrar minha repulsa por ele, mais uma vez vomitei em sua poltrona favorita, preciso fazer isto na cama dele...

DIA 762 - Dormi o dia todo, assim pude deixá-lo desesperado, sem conseguir dormir com meus incessantes miados pedindo por comida, altas horas da noite.

DIA 765 - Decapitei um rato e trouxe o corpo decapitado para a cozinha mostrando do que sou capaz e tentando incutir um pouco de medo em seu coração. Ele só balbuciou alguma bobagem sobre que pequeno e bom gato eu sou. Hummm. Isto não está funcionando de acordo com meus planos.

DIA 768 - Agora, estou consciente do quanto ele é sádico. Sem razão nenhuma fui escolhido para a tortura da água. Desta vez incluindo uma coisa química melosa e abrasiva que eles chamam de sabão. Que mente doentia pode ter inventado tal coisa? Meu consolo é um pedaço do dedo dele que continua entre meus dentes.

DIA 771 - Ele fez uma reunião com os cúmplices. Fiquei preso na solitária durante o evento. Mas pude ouvir o barulho e sentir o cheiro do estranho odor dos tubos de vidro que eles chamam "cerveja". Mais importante, descobri que meu confinamento foi devido ao meu poder de "alergias" . Preciso aprender o que é isto e usar como vantagem.

DIA 774 - Estou convencido que os outros presos são puxa-saco ou delatores. O cão é periodicamente solto e parece mais do que feliz em voltar. Obviamente é um idiota. 
O pássaro por outro lado deve ser o informante, ele aprendeu a macabra língua que eles falam e conversa com eles regularmente. Estou certo que reporta todos os meus movimentos. Apesar de seu quarto de metal assegurar sua saúde, eu posso esperar, é só uma questão de tempo... 
Postar um comentário