Google+ Badge

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Etiqueta e Boas Maneiras do Hóspede

Se for convidado para hospedar-se na casa de alguém, seja simpático e leve uma pequena lembrança, algo que vai agradar o anfitrião.
Quando se hospedar, não leve consigo mãe, pai, irmãos, sobrinhos e entre outros. O convite foi para você. Se tiver dúvidas certifique-se para quem é o convite, também. Afinal, o anfitrião pode não estar preparado para receber em casa mais pessoas do que previa.
Procure levar seus pertences pessoais (secador de cabelos, escova de dente, creme dental, xampu, sabonete e toalha de banho) e roupas o suficiente (temperatura local).
Já hospedado, mantenha o seu espaço limpo e arrumado, isso serve para homens e mulheres. Proponha-se a ajudar na limpeza da casa.
Se utilizar o mesmo banheiro que eles, mantenha-o limpo. Não deixando suas roupas sujas espalhadas, guardando-as e levando-as para lavar em sua casa.
Se você tiver filhos, a preocupação deve ser redobrada. Não deixe que eles destruam a casa, mesmo que este seja a sua mãe, o seu irmão ou um parente próximo.
Não faça na casa do seu anfitrião, o que você não gostaria que fizessem na sua casa, por exemplos, se exceder no banho, utilizar o telefone, utilizar o carro dele. Não quebre nada, e se quebrar, assuma e pague o estrago.
Seja educado, não fique hospedado por dias, ninguém gosta disso, por mais que tente ser simpático e lhe digam “Por que a pressa? Fiquem mais uns dias”.
Durante a estadia seja simpático e se proponha a partilhar gastos, converse com o anfitrião e em comum acordo com ele, faça uma compra de supermercado. Hoje em dia é bom dividir despesas. Mesmo que seja deixar o seu filho na casa de um parente, ainda assim contribua com alguma coisa.
Quando for embora para sua casa, lembre-se de enviar um cartão com flores, ou uma lembrança em agradecimento a hospedagem.
Assim que possível, retribua a hospedagem, é de bom grado retribuir o convite e hospedar o seu anfitrião da mesma forma como foi hospedado, ou seja, com toda atenção possível.
Com carinho, Luci Cabreli, Turismóloga
Postar um comentário